9-) ISLÂNDIA – ROAD TRIP – de “camper” – Borgarnes até Keflavík.


Olá Pessoal,

Hoje vamos falar do nosso último dia na Islândia.

Só de falar já morro de saudades!!!!

Nós saímos bem cedinho de Borgarnes, onde passamos a última noite, sentido Reykjavik. O trajeto de 70 km leva aproximadamente 1 hora.

Nossa intenção era almoçar em Reykjavik, dar uma voltinha no centro e partir para o aeroporto de Keflavík, que fica à uma hora de lá.

No entanto, em algumas das pesquisas que fiz, tinha lido que se eu quisesse comprar chocolates, chás ou qualquer outra coisa de comida para levar, seria melhor que comprasse nos supermercados maiores. E foi o que fizemos.

Logo na saída de Borgarnes, tem um “supermercado Big”, que, sem trocadilhos, é bem grande, maior que o do centro de Reykjavik, aproveitamos e paramos lá para comprar os famosos chocolates.

Uma informação importante, não espere encontrar variações de preços de um mercado para o outro, os produtos custam a mesma coisa em todos os supermercados, não há grande concorrência de preço.

O mesmo vale para as lojas de lembrancinhas (cacarecos). No centro há uma infinidade de lojas para comprar, mas nem perca seu tempo pesquisando preços, porque até as promoções são as mesmas em todas as lojas.

Descobrimos que isso é cultural!!!

No dia em que chegamos, passamos por um restaurante que achamos muito legal, o carro chefe era a sopa no pão e  foi lá que decidimos encerrar a viagem.

Sem dúvida, uma ótima escolha! O Svarta Kaffid não é só um restaurante. Ele também é um bar e serve várias cervejas locais (EU AMOOOOO).

6470_1___Selected.jpg

Dentre as opções de comida, ele é bem conhecido pela sopa no pão. Geralmente são duas opções de sopa, no dia em que fomos, as opções eram: a vegetariana e a de carneiro.

20170622_102551.jpg

Nós optamos pela sopa de carneiro (ÓBVIO), e adoramos. (https://www.facebook.com/svartakaffid)

Além das opções maravilhosas de comida, há várias opções de cerveja. Foi lá que eu tomei a cerveja da vida a Ölvisholt Lava. Depois me arrependi de não ter ido na cervejaria . Cerveja

“Essa cerveja tem 9,4% ABV e é bastante única na história da cerveja islandesa. A inspiração vem do vulcão ativo Hekla que é visível da porta da cervejaria e, ocasionalmente, as erupções são visíveis da fazenda Ölvisholt. A lava é uma cerveja cheia e preta, Doce com chocolate e malte assado no sabor. O sabor é malte torrado, fumaça e álcool. Aroma é fumo, chocolate e pouco álcool”. (http://www.olvisholt.is/our-beers )

Após o almoço, mais uma voltinha no centro e fomos partimos para o aeroporto. O nosso maior erro! Era muito cedo, mas estávamos preocupadas com a entrega do carro. Não tivemos nenhum problema, logo que chegamos já devolvemos o carro, não demorou mais que 15 minutos,  a locadora ficava bem ao lado do aeroporto então fomos a pé.

Como o aeroporto é muito pequeno e estava lotado, o check-in só iniciou 1 hora antes do embarque, ou seja, tivemos que ficar no saguão. O maior problema é que não há bares nem restaurantes, apenas uma lanchonete “meio natureba” e uma loja tipo “conveniência”.

Conclusão, ficamos mais de 3 horas sentadas no chão sem opções de comida. Não cometam esse erro!!!

Além disso, o voo atrasou, então ainda ficamos mais umas 2 horas no chão do aeroporto, só que do lado de dentro, pois, apesar dos restaurantes, a estrutura é bem precária, não há muitas mesas, nem locais para sentar e para completar o aeroporto estava em reforma. A volta foi um puta transtorno!!!.

Mas tudo isso aconteceu porque eu cometi um erro na elaboração do roteiro, pois quando estava estudando o local, li que várias pessoas deixam para ir à blue lagoon antes de pegar o voo de volta, mas fui teimosa e não considerei essa opção. Hoje eu entendo o porquê!!!

Dica da vida:

Se eu tivesse que voltar, reformularia o roteiro do dia da volta para: devolução do carro em Reykjavik pela manhã ou mesmo no aeroporto, pois de lá saem vários transfers para blue lagoon e voltaria cerca de 2 horas antes do voo (45 min de distância). (https://www.re.is/day-tours/blue-lagoon-tours). Economizaria um dia e não perderia tempo no aeroporto sem fazer nada.

Esse é o penúltimo post sobre a Islândia e eu espero que tenham gostado do roteiro, o próximo será sobre dicas de como alugar um carro, qual passeio fazer, o que comer.

Foi difícil dizer adeus, foram momentos maravilhoso!!!

 

Até o próximo,

Bj bj

Loret.

Categorias:Europa, Islândia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: